Domínio Público


Empreender é by vinacherobino
7 agosto, 2006, 8:00 am
Filed under: empreendedorismo, mundo corporativo, Vinícius Cherobino

Quantos artigos ou matérias você já leu sobre “empreendedorismo”? Tirando os carinhos, o marketing e os elogios derretidos ao espírito desses valentes empresários, não sobra nada além das histórias bonitas que faz gente chorar. O ex-pobre que sobreviveu à São Paulo e montou uma exportadora de flores; o ex-executivo que fora desligado da multinacional e se fiou ao seu hobby fotográfico; o ex-marido que consegue sobreviver sem a esposa rica, o ex-nordestino que criou a promotora de eventos no andar de baixo enquanto dorme por cima; o ex-irmão que abandona a empresa e aproveita os mesmos clientes; o ex-enrustido que assume o namorado e a loja de (insira seu comentário sexista aqui). Todas histórias bonitas, repletas de finais felizes, aclamações e exclamações, até prêmios. Essa gente bonita, corajosa, que investe num país que não deixa investir, que sobrevive aos impostos dilacerantes do governo, que suporta bravamente os pedidos de seus funcionários por aumento e melhorias em geral, gente que faz do Brasil o que ele é.

São as pessoas que atacam o desemprego, que apostam que os bolivianos ignorantes são capazes de produzir roupas por quase 16 horas/dia num cubículo no Brás, que demandam que o rapaz contratado para e apenas para tirar fotocópias saiba falar inglês fluentemente e tenha noções de espanhol, que provam por A mais Bê que a CLT não condiz com a realidade do país. Mas não é só teoria não, o negócio deles é a prática. Produzem num país que privilegia os bancos, os juros, os especuladores. O que o Brasil precisa? Emprego e renda. É isso que essa brava gente toda faz, dá empregos e alguma renda. São milhares de pequenas formigas que fazem esse país um grande formigueiro pisado.

Antes que comecem as reclamações comezinhas sobre sonegação de impostos, baixos salários, assédio moral, essas coisas menores, adianto: tudo não passa de inveja. Nem todos podem ser líderes, nem todos são empreendedores, o que dirá os dois juntos. Aqueles que o são, meus caros, são especiais, raros e -senão fosse um monte de ‘senãos’- transformariam esse país na China, essa locomotiva movida a carvão que tanto encanta o mundo.

Anúncios

4 Comentários so far
Deixe um comentário

Vini, parabéns pela iniciativa e pelo texto and welcome! Que time da pesada aqui reunido, hein?? Adorei!! Vou voltar mais vezes. Atualizem sempre, tá?? votos de vida longa ao blog!!

Comentário por Silvia

[…] Bom, é difícil determinar o porquê. Começa assim: estão fazendo lá fora, parece legal. Um empreendedor tupiniquim vai e faz; o outro corre atrás e já vem sendo perseguido por mais um. O último que fez biquinho e disse que não, não e não; acaba cedendo. Era preciso estar na internet, era MANDATÓRIO. Como a indústria de mídia aqui não é lá tão grande assim, não demorou muito para que se tornasse um fato comum: todo mundo online. E aí? Aí que a forma consagrada de se ganhar dinheiro com o jornalismo foi ruindo: ninguém está mais querendo pagar anúncio. […]

Pingback por Jornalismo e salsicha « Domínio Público

[…] Aí chegou a bagaça no Brasil. E o negócio foi diferente. Primeiro, trocaram o Free Hugs -que seria algo como Abraços Grátis- por “Me dá um abraço?”. Isso já tira boa parte da genialidade da idéia, por que o outro pode se esconder atrás da pena ao babaca de terno que corre com um cartaz na mão. E não foi só isso. Aproveitando que era um dos primeiros a tentar a idéia em terras tupiniquins, tascou uma propaganda no cartaz… Um empreendedor nato. […]

Pingback por Não existe almoço grátis « Domínio Público

[…] Mais um? À meia noite, à meia luz, no escurinho do seu quarto, o cara digita “jogadores de futebol pelados” e pum: dá de cara com o Portuga! Pena que a foto é 3×4 e esconde a charmosa “barriguinha” de cerveja do nosso exímio atleta do copo, senão estaria inaugurado um novo filão de mercado para o nosso Domínio. E “Max Gehringer”, quem diria, está dando o maior cartaz pro post inaugural do Vinícius, que ironicamente desce a lenha nos empreendedores. […]

Pingback por Procura-se « Domínio Público




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: