Domínio Público


Por um mundo mais Sci-Fi by Daniela Moreira
2 novembro, 2006, 9:40 pm
Filed under: Daniela Moreira, sociedade, transporte

Seja lá quem foi que disse que São Paulo não pára, se enganou redondamente. São Paulo pára, e quando pára, meu amigo… Dá vontade de pedir pra descer. Nesta quarta-feira, tudo conspirou: véspera de feriado, chuva, engarrafamento aéreo (há quem diga que até o site da Infraero estava congestionado), e uma ameaça de greve dos funcionários de trem – porque em São Paulo, a greve não precisa nem mais acontecer; só a ameaça basta para colocar a paulicéia em estado de calamidade pública.

Parece que o congestionamento de ontem ficou no pódio dos piores do ano, mas só amargou um terceiro lugar, a la Rubinho Barrichello. Embora eu ande desconfiada dessas estatísticas (todo dia alguém chega ao trabalho de cara amarrada, jurando que ouviu no rádio que São Paulo registrava o maior congestionamento do ano), ainda acho que não vi nada como o dia em que o PCC sitiou a cidade.

Talvez fosse a sensação de pânico no ar – alimentada pela mídia, que soava como Orson Welles, em sua “Guerra dos Mundos”, narrando o fim dos tempos na Terra da Garoa –, ou a palidez das pessoas que corriam para a casa prontas para se jogar no chão à menor freada brusca e abraçar seus entes queridos aos prantos, comemorando ter sobrevivido à guerra civil.

Mas fazendo jus a essa exceção, que não voltou a se repetir – em dia de ataque do PCC, a moda agora é fazer reportagem nos bares, mostrando como os destemidos paulistanos debocham do perigo tomando um chope no boteco da esquina –, não é preciso ser vidente ou engenheiro de tráfego para adivinhar como e por que São Paulo vai parar.

Choveu? Pára. São Paulo seca já vive no limite, pronta para transbordar. A chuva, com o perdão da piada infame, é a gota d’água. São Paulo transborda em buzinas inconformadas, semáforos descontrolados e gente atrasada. Greve no transporte? Pára. Melhor nem botar o pé pra fora. O transporte público em São Paulo é pífio, mas é como dizem: ruim com ele, pior sem ele. Se for dos metroviários, prepare-se para presenciar um espetáculo de equilibrismo e desafio às leis da física – não só dois, mas muitos corpos ocupando mesmo espaço, despencando pra fora do ônibus. Newton é o escambau!

E quando chega a véspera do feriado – momento para o qual o paulistano vive e trabalha o ano inteiro – a coisa degringola de vez. Milhões se põem em marcha rumo ao litoral ou ao interior – tanto faz, qualquer coisa vale pra escapar – dando início a um congestionamento que vai lhes seguir pela estrada afora, até o destino final. Ah, o merecido descanso… Com a debandada geral, quem fica recebe uma “amostra grátis” do que seria São Paulo com um número racional de habitantes e carros – ou com um sistema de transporte público minimamente eficaz. Doce e efêmera ilusão, que acaba na segunda-feira de manhã.

Por isso, nas próximas eleições municipais, meu voto vai para o primeiro físico de renome que entrar no páreo. Não quero mais saber de Minhocão, Fura-Fila, nem Aerotrem. Nada disso resolve. Quero acordar todos os dias e ir pro trabalho à moda dos Jetsons. Entro na cápsula, aperto o botão e, “pindum”, apareço na redação. Faço coro ao excelente anúncio espanhol: “Teleporte já! Por um mundo mais Sci-Fi…”. Sejamos realistas, é a única solução.

Anúncios

3 Comentários so far
Deixe um comentário

Sim, Dani, concordo totalmente. Tb querooooo!!!!!

Comentário por Silvia

Dani,

Tenho que lhe dizer que fiquei aqui, no interior, pensando em como vocês estariam em São PAulo com a chuva…. nessas horas agradeço por chegar ao meu trabalho, atualmente, em 15 minutos… e isso pq é em outra cidade….

Mas mesmo assim….. começo a sentir falta da loucura insana da paulicéia..

Bjs

Comentário por Diego Bonel

É assim mesmo. Choveu, pára. Greve de ônibus pára!
E essa véspera de feriado foi caos geral. Véspera de feriado com chuva…Ixi! Trabalho dobrado. E não é mentira não, esse dia esteve entre os três maiores índices de congestionamento de 2006.
E sabe qual é o primeiro??? Você acertou em cheio. PCC.
Este ano ainda não teve feriado, chuva, greve de transporte público ou acidente que superou os temíveis ataques!

Bjo Dani!

Comentário por Pri




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: