Domínio Público


As mentiras que certos homens contam by vinacherobino
13 novembro, 2006, 12:29 pm
Filed under: sobre a garota do horário de verão, Vinícius Cherobino

– Plantada, estou, aqui, plantada.

Ela olha nervosamente para os lados. Direta –movimento surpreendentemente rápido da cabeça-; Esquerda –movimento assustadoramente irritado da cabeça-; Centro. Pára exatamente no centro, no copo, de vinho. No centro da mesa, rezava para que o copo roxo fosse um escudo, escudo velho acabado, manchado de um sangue ressecado. Uma proteção aos olhos inquisidores do redor, olhos múltiplos, infinitos, que insistem em fuzilar, curiar, tentar uma invasão. Estava sozinha.

– Calma. Só faz uma hora. Só pode ser o trânsito.

Não era o trânsito. Apesar de São Paulo oferecer trânsitos para todos os gostos, não era trânsito.

– Ai, já é quase Meia-Noite. Ah não, agora é uma hora já, mudou hoje. Eu gosto do horário de verão, demora mais para anoitecer. É legal voltar para casa vendo o sol caindo aos pouquinhos. Tá certo que em São Paulo a poluição dá o bônus de uma explosão psicodélica –rosas, roxos e vermelhos-sangue- mas arco-íris é arco-íris.

Não era o trânsito.

– Ai, que grande filho-de-uma-puta. Levei um bolo.

Acontece.

– Acontece sim, mas não comigo. Não comigo! Eu sou horrível…

Volta para o carro. Sentada, abre o celular. Murmura uma última promessa.

– Vou ligar uma última vez para esse filho-de-uma-puta.

O celular dele, a essa altura, deve ter umas trocentas chamadas não atendidas. Num instante, atende. Voz de sono. A azeitona do último Martine, réquiem de uma noite que se recusava a acreditar morta, desfaz-se ante a fúria que ferve o drinque.

***

O que ele disse? O QUE ELE DISSE? VOCÊ ESTÁ ME PERGUNTANDO O QUE AQUELE FILHODUMAPUTA DISSE?

Inventou uma história maluca, cheia de coisinhas, historinha. Depois, teve a pachorra de me falar que se atrapalhou com o horário de verão.

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

Hhahahaha! Sensacional!
Mas se não fosse assinado diria que é um texto da Fabi, você tá convivendo demais com ela hein! Rs!

Bjo Vini!

Comentário por Pri

Como assim “filho-de-uma-puta”? Isso é um absurdo!!! E o que te faz que eu bebo martini? Onde já se viu!!!

Comentário por Lusa




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: