Domínio Público


Ceni na Fazenda, Chilavert no BC e Campos no Tesouro by Eduardo Simões
15 novembro, 2006, 12:08 pm
Filed under: economia, Eduardo Simões, esportes, futebol, futebol brasileiro, infra-estrutura

Como um Ronaldo, não os atacantes, o histórico goleiro do Corinthians na década de 1990, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, deu na segunda-feira um enorme esporro em seus zagueiros, laterais e volantes.

 Defendendo a política de juros, o guardião da moeda disse que, se um time é violentamente atacado pelo adversário e seu goleiro vive dia sensacional defendendo até sombra e segurando o placar no zero, é possível que a torcida fique frustrada, pois os três pontos são necessários, mas “essa frustração será má expressa se o goleiro passar a ser cobrado por não marcar gols”. Em suma, Meirelles tentou imitar Ronaldo e aplaudir Gralak após a falha do zagueiro, colocando-o contra a torcida.

Os Gralaks da equipe econômica de Lula não tiveram, pelo menos ainda, a mesma reação do ex-zagueiro de Corinthians, Paraná e Coritiba, mas a comparação futebolística do ex-tucano e ex-presidente mundial do Bank Boston que virou presidente do BC de um “governo operário” acenderam uma lâmpada na minha cabeça.

Imaginem a partir de janeiro uma equipe econômica formada pelo ministro da Fazenda, Rogério Ceni; pelo presidente do Banco Central, José Luis Chilavert; e pelo secretário do Tesouro Nacional, Jorge Campos.

Sensacional hein? Digno de o Bussunda voltar aos vivos e, vestido de Lula, invadir o gabinete presidencial e dizer ao presidente: “Seus problemas acabaram!!!”

Aposto que os três arqueiros aceitariam a incumbência. Chilavert e Campos já penduraram as chuteiras. O primeiro já manifestou desejo de seguir carreira política, não deve ser difícil convencer o segundo. Quanto a Rogério, com a conquista do tetra-brasileiro pelo São Paulo, que se aproxima, ele já terá ganho tudo o possível pelo clube do Morumbi, com uns recordes de brinde, estará na hora de ajudar seu país.

Mais difícil seria convencer Diego Lugano a deixar o futebol turco e assumir a secretária-executiva da Fazenda. Ah sim, porque eu duvido que o Rogério aceite ter o Paulão ou o Wilsão como secretário-executivo. Coitado, ele já teve sua cota de zagueiros limitados.

Composta a equipe, formada por três goleiros artilheiros nos três principais postos da economia brasileira, a defesa da meta (a do futebol, não a de inflação) e a artilharia estarão garantidas.

É uma idéia meio maluca né? Concordo, Quem tiver algo melhor que dê um passo à frente, isso é tudo que tenho. Ainda mais depois da esquizofrenia da segunda-feira. O governo desmentindo o próprio governo e dizendo que, ao contrário do que disse o governo, o país cresce 5 por cento só em 2017 (isso, dois mil e dezessete, não foi um erro de digitação).

Aí, meu amigo, com o Oséas “chutando” de cabeça para as próprias redes, não há Lev Yashin que resolva.

Isso sem falar nos constantes gols contra dos apagões. O aéreo, o elétrico, o das estradas, o da saúde, o da segurança

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

Lusinha….. continue usando essas substâncias alucinógenas que as seus textos estão cada vez melhores….hahah

Abs

Comentário por Diego Bonel

O CHILAVERT é e foi muito melhor que o Rogério “metido” Ceni.

Comentário por Aurelino Pedro Filho




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: