Domínio Público


Passatempo aéreo by Eduardo Simões
6 dezembro, 2006, 3:32 pm
Filed under: aviação, crise aérea, Eduardo Simões, infra-estrutura, sociedade, transporte

Você andou de avião por esses dias? Eu não, graças a Deus. A bruxa anda solta, quando não são os controladores de tráfego aéreo e suas operações-padrão é um equipamento (de fabricação italiana, segundo dizem) que falha pela primeira vez na vida e deixa todo mundo esperando nos saguões dos aeroportos.

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa, disse o comandante da Força Aérea Luiz Carlos Bueno. A falha no equipamento nada tem a ver com o “abalo emocional” sofridos pelos controladores após a tragédia com o vôo 1907 da Gol em 29 de setembro. Agora, que é muito estranho isso tudo, é.

Precisou acontecer o pior acidente aviação brasileira para que surgissem problemas em cascata no setor. Foi como se junto com as 154 vidas perdidas no acidente no norte do Mato Grosso um imenso e fedido monte de estrume fosse lançado ao ventilador espalhando discórdia e incerteza por todo o setor aéreo.

Ninguém sabe de nada. Tal como o chefe, o ministro da Defesa, Waldir Pires, disse em tom inocente em meio ao início do caos aéreo: “eu não sabia”. Virou moda, aliás. Para se eximir de culpa você lança um “eu não sabia” e pronto, ficamos por isso mesmo. Como diz o presidente “às vezes o pai está na sala e não sabe o que o filho está fazendo na cozinha”. Por isso que eu gosto do poder público. Lá todo mundo é responsável por si, o que o seu subordinado está tramando no andar debaixo não é problema seu. Mas isso é assunto para outro post.

Todo mundo sabe que alguém está mentindo. É como em um jogo “descubra quem está falando a verdade”. Aproveite e faça isso enquanto tenta tirar uma soneca num banco desconfortável do saguão de um aeroporto.

Autoridades do Ministério da Defesa e da FAB juram de pés juntos que essa coisa de “buraco negro” no espaço aéreo brasileiro não passa de uma grande bobagem, uma ilusão. Os controladores, por sua vez, insistem que o sistema de controle do tráfego aéreo é falho, que é comum aviões sumirem do radar e que a comunicação via rádio também é complicada.

Os controladores, mal remunerados se comparados aos colegas de outros países como os Estados Unidos, dizem que cansaram de alertar as autoridades, que por sua vez negam a informação e admitem somente o “equívoco” de não ter uma reserva de profissionais.

Quem está mentindo? Quem está falando a verdade? Vamos lá, se esforce. Afinal, seu vôo de volta para casa não sai em menos de cinco horas, já é madrugada e todas as livrarias do aeroporto já fecharam. Você não tem mais nada para fazer. Já completou oito livros de palavras-cruzadas. Pense! Tire sua conclusão. Quem mente? O governo ou os controladores?

Enquanto pensa, vai esperando aí amigão, a noite promete ser longa.

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

Nem Raul Seixas acreditaria no que está acontecendo…

Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!!
Tem que ser selado, registrado, carimbado
Avaliado, rotulado se quiser voar!
Se quiser voar….

Comentário por novaescrita




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: