Domínio Público


Os heróis da era BBB by Daniela Moreira
10 fevereiro, 2007, 11:40 am
Filed under: Análise da Mídia, BB7, Thais Cerioni

Por Thais Cerioni

Ok, confesso: já assisti a uns três ou quatro ‘episódios’ de BBB 7 e talvez faça isso outras vezes. E, sim, assisti um pouco dos outros seis que antecederam esta ‘temporada’. Nem percam tempo em criticar quem vê reality show, porque isso é assunto velho… Tem quem gosta, tem quem não gosta e tem quem, apesar de não gostar, não resiste. É o meu caso.

Mas desta vez estou sentindo um problema um pouco mais sério do que os que normalmente atingem esse tipo de programa. Tem um fulano, um tal Felipe, cujo comportamento vai além da falta de fosfato comum aos participantes do BBB. Lutador de jiu-jitsu, skatista e muito passional, o moço se estressa com absolutamente tudo. Fica p***, grita, xinga, chuta e chora – não necessariamente nesta ordem.

E o problema não pára por aí. Outro dia, revoltado por ter sido indicado para o paredão, ele passou pelo menos 20 minutos (aqueles que vão ao ar ao vivo pelo Multishow) contando causos. Em todos, ele e amigos se metiam em alguma briga e quebravam alguém até que “o cara apagasse”. Os cenários das pancadarias foram os mais diversos – de Bananal a Zurich –, mas se repetia a expressão de orgulho do sujeito, que se gaba por ter socado muita gente em várias partes do mundo.

Aí eu me pergunto: incitar a violência não é crime previsto no código penal brasileiro? Um fulano qualquer pode usar a maior empresa de mídia brasileira, em horário nobre, para incentivar milhões de jovens a brigar na rua e “quebrar” alguém até que “apague”? Não seria o caso do tal Big Brother (que vê e controla tudo o que acontece na casa) ter um mínimo de bom-senso e colocar certos limites ao que pode ser falado pelos participantes do programa?

Desliguei a TV e fui buscar na internet o que estão falando sobre o cara. Não me espantou descobrir que desde o início do ano uma série de ONGs e organizações pelos direitos dos homossexuais estão em pé de guerra com os patrocinadores do programa e com a emissora. “Até falo com viado. Mas se for para conviver comigo, não gosto não. Se for para entrar no meu mundo, invadir meu espaço, leva porrada mesmo.” A frase foi o estopim do movimento das ONGs contra o BBB7  porque propaga, em rede nacional, a violência e o preconceito. Este que, por acaso, também é crime previsto pela legislação do nosso querido País.

Será que os reality shows precisam mesmo fazer ecoar as idéias e ações de qualquer um, independente do seu caráter e da sua idoneidade? Será que não faz parte da responsabilidade de uma empresa do tamanho da Rede Globo e com o seu poder de influência escolher com mais cuidado quem serão os próximos candidatos a heróis? Será que nossas crianças, adolescentes e jovens já não têm maus exemplos demais?

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

Acho que o Big Brother não só vê como anteve as coisas. Só colocaram o cara porque sabiam como ele pensa e como agiria na casa. Afinal, pra perpetuar a dicotomia babaca que a edição do programa enfatiza – se não cria – é preciso ter um vilão.

Mas confesso que também não resisto a um lixo cultural… rs

Beijos e obrigada pela participação especial!
Dani

Comentário por danielamoreira

Daniela,
O que mais chateia, não é só acontece nesses BBBs, outro dia numas das cenas da novela das 7, retratou um adolescente flagando o pai na cama com a namorada, o interessante que a pergunta da tal namorada para o adolescente foi se ele tinha engravidado a filha da visinha. E opai ainda pede para o filho tirar os olhos da cuja namorada. O que impressiona é que em certas emissoras a lei não funciona mesmo.

Comentário por Alcionéia




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: