Domínio Público


Dia de peão by Gerson Freitas Jr.
4 abril, 2007, 4:24 pm
Filed under: Gerson Freitas Jr., infra-estrutura, política, transporte

“Rico agora está vendo como é a vida de peão”, ouvi neste último final de semana diante das imagens de passageiros dormindo pelos corredores nos aeroportos de todo o País. Ouvi e não gostei, mais pelo tom, tanto revanchista, do que pela frase em si, bem verdadeira.  

Pobre está acostumado, se possível é, a depender de péssimos serviços públicos nos quais passa por dramas e humilhações de toda ordem e, arrisco dizer, de longe mais graves do que os observados nos aeroportos. A educação é de péssima qualidade e serve a pouca coisa além de uma alfabetização mambembe. Na saúde, as filas de horas que se formam levam não ao check-in, mas ao atendimento emergencial, muitas vezes negligenciado. Os transportes públicos são sucateados, perigosos, ineficientes.

Quase sempre, o que é público e de acesso universal, o que atende às classes baixas, é de má qualidade.   

Tais problemas passam meio despercebidos pelas classes média e alta, que quase sempre conseguem encontrar no setor privado fornecedores mais eficientes do que o governo na prestação de serviços ditos essenciais, notadamente na saúde e na educação. 

Com o caos aéreo, contudo, não houve saída. Políticos, artistas, empresários e milhares de viajantes de classe média tiveram de se submeter a uma infra-estrutura sucateada, à insatisfação de funcionários públicos e ao desrespeito com que o Estado (mal)trata o cidadão pagador de impostos.  

Por alguns instantes, igualaram-se à maioria. Nada de “você sabe com quem está falando?”. Não. Provaram todos, uns mais, outros menos, do mesmo desrespeito, no chão, nas filas ou trancados em aeronaves.  E não há nada a celebrar nisso, ainda que muita gente tenha sentido um gostinho de vingança que, em seu lugar, eu talvez tivesse sentido. Pelo contrário, podemos apenas lamentar. Se um País não consegue manter funcionando as estruturas que servem à elite (e, convenhamos, o serviço aéreo ainda é um serviço de elite), o que esperar dos serviços públicos de massa?

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: