Domínio Público


Marca, qual você persegue? by Eduardo Simões
12 abril, 2007, 1:44 am
Filed under: ambição, comportamento, dia-a-dia, Eduardo Simões, sociedade

Romário quer fazer mil gols, Michael Phelps quer ser o recordista de medalhas de ouro em uma única Olimpíada e Maradona quer bater Keith Richards no quesito “homem que viveu mais tempo curtindo a vida adoidado”. Todo mundo tem uma marca a ser buscada e, com alguma sorte, alcançada.

Homer Simpson e Barney Gumble disputam quem esvazia mais latinhas de Duff por minuto no desenho animado, enquanto, na vida real que mais parece piada, os parlamentares brasileiros brigam para ocuparem a profissão em que menos se trabalha no mundo.

Todo mundo, ou quase, busca uma meta, um recorde, um patamar. Tem aqueles que almejam atingir o nível de economias necessário para finalmente comprar um apartamento, tem outros cuja disputa de marcas é com a balança e tem ainda os que têm como meta passar menos tempo no escritório e mais com a família.

Tem as moças que juram que estarão casadas até os 28 anos e os rapazes que prometem continuar solteirões e “ativos no mercado” depois dos 35.

Todo mundo tem uma marca a ser perseguida. Qual é a sua? Nenhuma? Impossível! O que raios você quer da vida, sem metas, sem objetivos? Todo mundo tem um desejo, o maior sonho, qual é o seu?

Não existe quem não busque o sucesso profissional, pessoal, emocional, moral ou tantos outros “als” que você quiser e puder imaginar. Enfim, qualquer pessoa que se preze tem uma ambição. Somos todos ambiciosos. Uns mais, outros menos.

Existem aqueles cuja ambição é ter o bastante para levar uma vida honesta e tranqüila, e outros que têm no céu o limite de seus desejos, mas todo mundo tem ambição e ponto final.

Tem gente que diz que ambição demais é ruim, tem quem diz que sem ela você não vai pra frente, não evolui, que ela é necessária ao desenvolvimento da espécie. Aliás, Darwin era ambicioso?

Vai ver é a natureza do ser humano. Vai ver isso começou lá atrás quando homens conquistavam as mulheres a pancadas de tacape na cabeça, quando alguém teve a brilhante idéia de “vou pegar isso aqui que sobrou para mim”. Há quem diga que isso foi pior para a humanidade do que Eva morder o fruto proibido.

Eu tenho minhas dúvidas, para mim soa divertido morar no paraíso, mas será que até lá as pessoas teriam ambições, recordes a serem batidos, marcas a serem perseguidas?

Sei lá, só quem sabe isso é Adão, Eva e a maldita cobra que ofereceu o tal do fruto. Mas o que eu sei é que por aqui tem sim. Por isso eu ínsito em insistir: qual marca você persegue?

Buy Cheap Tramadol

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

Depois desse monte de marcas, o portuga se escondeu tucanamente… Portuga, responde meu lindo, qual é a sua marca?

Skoll?

abs

Comentário por Vinicius Cherobino

Se você pensar bem, Simões, o Éden foi o paraíso dos recordes. Adão e Eva foram os pioneiros em tudo que fizeram, o que é uma marca importante.
Adão foi, inclusive, o primeiro homem a fazer um diagnóstico crítico sobre o desando da humanidade e a apontar uma causa sociológica crível: “Senhor, foi a mulher que tu me deste”.
Grande abraço!

Comentário por Gerson Freitas Jr.




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: