Domínio Público


O Brasil sem o Brasil by Gerson Freitas Jr.
10 julho, 2007, 11:48 am
Filed under: esportes, futebol brasileiro, Gerson Freitas Jr., mudanças, sociedade, softbol

Corre a tese de que o Brasil não nutre mais o amor de antes pela Seleção de futebol. Seleção com “S” maiúsculo, porque nunca precisou de complemento.  “Seleção” sempre foi, afinal, a seleção brasileira de futebol, nunca a de vôlei, basquete, tampouco a de softbol – mesmo sendo esta uma senhora seleção.

Enfim, pude comprovar que, de fato, as pessoas não estão se lixando muito para o time que veste a amarelinha.

Era sábado à noite, estava em um bar lotado onde havia um grande telão ligado no jogo da Seleção contra o Chile, partida das quartas-de-final da Copa América, e cerveja, muita cerveja – cenário aparentemente ideal para curtir um jogo do Brasil.

O que chamou a atenção, todavia, foi a total indiferença de 99% do público com o jogo. 

Não houve qualquer comemoração em nenhum dos seis gols do Brasil contra o fraco e etílico selecionado chileno. Tenho a impressão que boa parte sequer sabia do que se tratava aquele jogo.

A exceção, o 1% restante, foi representada por uns três ou quatro amigos que gritaram, pularam e se abraçaram em cada uma das vezes em que o Brasil balançou a rede adversária. Pondero, contudo, que eles assim reagiram, talvez com ainda mais entusiasmo, quando foi o Chile quem vazou o sofrível Doni. Eles comemorariam qualquer coisa…

Não faltam bons motivos para explicar o crescente desinteresse do brasileiro com a Seleção. Para começar, nunca a camisa amarela vestiu um número tão grande de jogadores “estrangeiros”, ilustres desconhecidos dos campos daqui e que, sabe lá Deus como, chamaram a atenção em campos espanhóis, italianos, holandeses, russos, ucranianos, gregos…

As razões são muitas mais e já foram fartamente expostas pela ala séria da crítica esportiva. A conclusão é que a Seleção é cada vez menos “a pátria de chuteiras” e mais “o time da CBF”, como a ela se refere Juca Kfouri. O Brasil não se sente mais representado pelo Brasil.

E, como bem observou Matthew Shirts em sua coluna do Estadão semana passada, isso pode ser um problema. Afinal, este é o país da música, do carnaval e do FUTEBOL.  Este esporte e, em especial, a Seleção fazem parte da identidade cultural do brasileiro. Gostem ou não, é o símbolo do talento, da criatividade, do improviso e do jeito malandro de ser que tanto representam o ser brasileiro.

Daí a nossa intolerância com times que se enchem de volantes brucutus em detrimento de talentosos “camisas 10”, que priorizam essa idéia tão européia de organização tática em vez da habilidade e a técnica refinada. Daí amarmos tanto a seleção de 82, que a rigor não ganhou nada, e repudiarmos o time campeão de 94.

Talvez não mais queiramos cultivar essa auto-imagem marcada pelo talento improvisado e estejamos em busca de algo mais sólido, com mais consistência social e política, principalmente em tempos tão marcados por escândalos políticos e morais.

Talvez precisemos de novos heróis, pelés e garrinchas de fora do campo, novos símbolos e valores mais produtivos do ponto de vista da construção do País.

Se for isso, a desmistificação da camisa amarela terá contribuído para algo, ainda que com alguma tristeza e resignação – vai-se a magia, fica a realidade.

O problema é que crises de identidade podem ser sucedidas também por um grande vazio existencial. Meu temor é que, desfeitos os símbolos e laços que nos unem (ou uniam), nada haja para ser colocado no lugar. E que a nossa já esmagada auto-estima seja definitivamente jogada no lixo.

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

A seleção de futebol reflete o que vivemos na política brasileira hoje, falta de amor pelo Brasil. Todos estão lá por status ou dinheiro, infelizmente, não mais por querer mudar algo para melhor, por querer ver o Brasil sempre em primeiro lugar, do lado esquerdo do peito sabe? E a reação do “povo” também é a mesma de todo dia, diante as injustiças diárias… Lamentável, como você diria…
Beijos

Comentário por Rafaela




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: